• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Trabalhadores no serviço público municipal de Florianópolis, na construção da greve

Sem avanços na negociação, trabalhadores indicam greve

Publicado: 05 Junho, 2017 - 18h24

Escrito por: Joana Zanotto

As mesas de negociação com o executivo não estão avançando, pelo contrário, ele se recusa, inclusive, a cumprir com o acordado na última greve.

Na assembleia da categoria da quarta-feira, 24 de maio, a contraproposta do executivo foi rejeitada após apresentação do texto.

Servidores e servidoras deliberaram pelo estado de greve. Nova reunião do conselho deliberativo e assembleia estão marcadas para o dia 6 de junho, com indicativo de deliberação de greve.

O modelo político de desvalorização do serviço público precisa ser combatido ao lado das pessoas que utilizam os serviços como foi feito na greve contra o Pacote de Maldades de Gean Loureiro (PMDB).

A greve de 38 DIAS ainda pulsa na memória de luta da categoria que não fraqueja diante de tantas injustiças. No movimento iniciado em janeiro conseguimos ver a grandeza da unidade frente aos desmandos do prefeito que atua contra a cidade

Desta vez não será diferente! Se a negociação não avançar, o serviço público vai parar! Por nenhum direito a menos!

carregando