• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Trabalhadores do Contorno Viário de Florianópolis lutam por mais direitos

Desde segunda-feira (6) os trabalhadores da empresa Salini Impregilo, que atuam na obra do Contorno Viário da Grande Flo¬rianópolis, estão em greve para reivindicar mais direitos.

Publicado: 25 Outubro, 2018 - 17h06

Escrito por: Pricila Baade

notice

Desde segunda-feira (22) os trabalhadores da empresa Salini Impregilo, que atuam na obra do Con­torno Viário da Grande Flo­rianópolis, estão em greve para reivindicar mais direitos. A CUT-SC e o Sindicato dos Trabalhadores nas In­dústrias da Construção Pe­sada de Obras Públicas, Pri­vadas e Afins do Estado de Santa Catarina (Sintrapav-SC) estão acompanhando a paralisação e dando apoio para os operários.  

Cerca de 600 trabalhadores estão paralisados pedindo aumento do salário e vale alimentação e melhores condições de emprego. Além disso, uma das reclamações é que, no início, a empresa fornecia passagens para que os empregados fossem visitar a família a cada três meses, já que a maioria é da região Nordeste do país. No entanto, com a crise, esse benefício foi cortado. Eles continuaram no emprego pela necessidade, mas sem visitar a família a situação complica.

Outro ponto do conflito é a rescisão contratual. Pelo menos 100 trabalhadores pedem que a empresa os de­mita por justa causa, garan­tindo assim o pagamento de rescisão contratual e até mesmo seguro de desemprego.

A presidenta da CUT-SC, Anna Julia Rodrigues, foi acompanhar de perto a paralisação desses trabalhadores e parabenizou a mobilização “Parabenizo a luta desses trabalhadores para garantirem seus direitos em um momento da história do país em que a classe trabalhadora está sendo constantemente atacada. Esses trabalhadores são guerreiros que estão para longe de suas famílias para conseguirem sobreviver e merecem ser valorizados”.

carregando
carregando