• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Trabalhadores de Educação protestam contra desmonte da Educação no Estado

O Governo de Santa Catarina cancelou as matrículas dos cursos nos CEDUPs e o usufruto das licenças prêmios no segundo semestre de 2018, além da reenturmação e fechamento de turmas noturnas

Publicado: 05 Julho, 2018 - 10h13 | Última modificação: 05 Julho, 2018 - 10h16

Escrito por: Pricila Baade

notice

Nem a forte chuva impediu os trabalhadores e trabalhadoras de educação do Estado de protestarem nessa quarta-feira (4) contra os últimos desmontes na Educação promovidos pelo Governo de Raimundo Colombo e Pinho Moreira. Na última semana o Governo de Santa Catarina anunciou o cancelamento das matrículas dos cursos nos CEDUPs e do usufruto das licenças prêmios no segundo semestre de 2018, além da reenturmação e fechamento de turmas noturnas. As medidas anunciadas são para cortar gastos da Educação, devido ao congelamento dos gastos públicos feito no Estado.

Com a pressão dos professores, a diretoria da Secretaria de Estado da Educação (SED) recebeu representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação na Rede Pública de Ensino do Estado de SC (Sinte), de estudantes e dos CEDUPs para uma audiência.

O coordenador estadual do Sinte/SC, Aldoir José Kraemer, explica que o encontro teve bons resultados “Os representantes da Secretaria de Educação que nos atenderam disseram que há uma disposição da secretaria em rever o cancelamento das matrículas dos CEDUPs. Nós consideramos isso uma grande vitória. Infelizmente, em relação às licenças prêmios o Governo continua mantendo a mesma posição e não irá conceder licença para nenhum servidor estadual no segundo semestre”.

Segundo Aldoir, as licenças serão concedidas apenas para gestantes ou para quem está alcançando o interstício aposentatório, ou seja, que irá emendar a sua licença com a aposentadoria, ou ainda nos casos em que o Governo não precisa contratar ninguém para substituir o trabalhador.

A pauta da reenturmação também não teve avanços com a audiência “Por dois anos ficamos livres da reenturmação e agora, infelizmente, tivemos a volta dessa situação tão ruim. Pedagogicamente sabemos o quanto é difícil reunir adolescentes de turmas diferentes no meio do ano”.

Para dar os encaminhamentos sobre o cancelamento de matrículas dos cursos de educação profissional nesta quinta-feira (5) acontecerá uma reunião da SED com os diretores dos 18 CEDUPs e na próxima semana está agendada uma reunião com os líderes de bancada da Alesc.

Após a mobilização, o grupo seguiu em passeata para a sessão da ALESC, onde receberam o apoio da maioria dos Deputados contra a suspensão de vagas. Ao som dos gritos de “Fora Simone”, em referência às medidas retrógradas da Secretária de Educação, Simone Schramm.

carregando
carregando