• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Trabalhadores da Comcap definem quadro de vagas de concurso público

Trabalhadores aprovaram nesta segunda-feira (5/8) o quadro de vagas para edital que será lançado

Publicado: 06 Agosto, 2019 - 15h34

Escrito por: Sintrasem

notice

Após muita mobilização, negociação e intensas tratativas com a Comcap, autarquia responsável pela coleta de lixo e limpeza das ruas da capital, e a Prefeitura de Florianópolis, a definição do número de vagas em assembleia nesta segunda-feira (5) foi um dos últimos passos que faltavam na luta pelo concurso público.

Agora, resta apenas a assinatura do prefeito Gean Loureiro para publicação do edital!

A Comcap chegou a propor apenas cadastro reserva, sem nenhum chamamento imediato. Hoje, os trabalhadores reunidos aprovaram por unanimidade um concurso com 42 vagas de gari de coleta e 42 de limpeza pública; além de diversos outros cargos e cadastro reserva em todos eles.

NÚMERO DE TRABALHADORES SÓ DIMINUI

Sem concurso desde 2012, a Comcap enfrenta uma situação grave. O número de trabalhadores cai ano após ano, enquanto a população de Florianópolis cresceu 22% só na última década. Aposentados, falecidos ou demitidos simplesmente não são repostos, intensificando o ritmo de trabalho daqueles que continuam em atividade.

Hoje, a Comcap necessitaria de ao menos 303 garis na coleta para a garantia de todos os roteiros – isso sem considerar a expansão prevista da cidade nos próximos anos.

O setor operacional, reponsável pela varrição, capina, roçagem, limpeza de valas e outras atividades da limpeza pública precisaria de no mínimo 524 trabalhadores.

O número total de trabalhadores para desenvolver todas essas atividades, no atual quadro da Comcap, é inferior ao necessário. Ou seja: é impossível manter a cidade roçada e as ruas varridas com menos pessoal que o necessário.

COMCAP É REFERÊNCIA MESMO COM SUCATEAMENTO

Mesmo com todas essas dificuldades, a Comcap tornou-se referência nacional entre as capitais na limpeza pública, graças ao esforço e à dedicação diária destes homens e mulheres que atuam de manhã, de tarde e à noite – muitas vezes invisíveis para a maioria da população.

O resultado de todo este sucateamento é uma categoria inteira adoecida pelo excesso de trabalho, destruindo a própria saúde física e metal para garantir o atendimento à população de Florianópolis.

Os trabalhadores seguem atentos e mobilizados para garantir agilidade na publicação do edital e na realização do concurso. Quem limpa a cidade merece respeito e valorização! A Comcap precisa urgentemente de mais trabalhadores para cuidar de Florianópolis!