• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Seminário em Florianópolis debate sobre saúde dos trabalhadores nos frigoríficos

Nos dias 11 e 12 de setembro, Florianópolis receberá um seminário com o tema “A atuação na saúde dos trabalhadores de frigoríficos no atual cenário”.

Publicado: 19 Agosto, 2019 - 16h30

Escrito por: CUT-SC

notice

Nos dias 11 e 12 de setembro, Florianópolis receberá um seminário com o tema “A atuação na saúde dos trabalhadores de frigoríficos no atual cenário”. É importante que os dirigentes sindicais, principalmente do ramo da alimentação, participem do evento para debaterem temas importantes como as mudanças na legislação causadas pela Reforma Trabalhista, as alterações das normas regulamentadoras (NRs) e o papel do sindicato na adequação do ritmo do trabalho.

O ritmo intenso no trabalho coloca o setor de frigoríficos no topo em acidentes de trabalho. A atividade é a que mais causa adoecimentos, segundo dados do INSS: somente nas lesões por esforço repetitivo nos frigoríficos são 1.621 empregados a cada 100 mil.  São pelo menos 54 ocorrências por dia, e apenas em 2017 foram contabilizados 20.595 acidentes em matadouros.

O seminário é promovido pelo Ministério Público do Trabalho, pela Rel-UITA (Regional Latinoamericana de la Unión Internacional de Trabajadores de la Alimentación y afines); pela Confederação Nacional dos Trabalhadores da Alimentação (Contac), pela Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA), pela Federacion Gremial del Personal de la Industria de la Carne e sus Derivados e pela LO TCO Suécia.

O evento é gratuito e não é necessário se inscrever para participar. O seminário acontecerá no auditório do Ministério Público Federal, localizado no Condomínio Centro Executivo Luiz Elias Daux Torres 1 & 3, Rua Paschoal Apóstolo Pítsica, 4876, no bairro Agronômica.

Confira a programação

11/9 – Quarta-feira

8h30 – Abertura

9h – Alterações das Normas Regulamentadoras (NRs): modernização ou precarização da saúde e segurança do trabalho. Moderador: Ernane Ferreira, presidente da FTIAP

- Atualização sobre as mudanças na NR12. José Carlos Scharmach, Auditor do Fiscal do Trabalho, membro da Comissão de Revisão da NR 12

- A metodologia das mudanças. O que será da NR 36? Mauro Muller – Auditor Fiscal do Trabalho

- A posição do movimento sindical na CTPP (Comissão Tripartite Paritária Permanente) – Loricarlo de Oliveira – Representante da CUT na CTPP

11h – Debates

12h – Almoço

13h – Normas da OIT, reforma trabalhista e adoecimento no trabalho. Moderador: José Modelsky (Diretor da CONTAG)

- A evolução dos adoecimentos do trabalhador brasileiro e as mudanças no E-Social. Paulo Rogério, Auditor Fiscal da Previdência Social

- A Reforma Trabalhista e as normas da OIT: efeitos jurídicos e práticos nos tribunais. Mauro Menezes, Advogado Trabalhista e ex presidente da Comissão Nacional de Ética do Servidor Público Federal;

15h45 – Intervalo

16h – As mudanças na legislação trabalhista no mundo. Moderador: Geraldo Iglesias – Secretário Regional da União Internacional dos Trabalhadores da Alimentação (Rel – UITA)

- A reforma trabalhista na Argentina. Alberto “Beto” Fantiini – Federacion Gremial del Personal de la Industria de la Carne e sus Derivados – Argentina;

17h – Debates;

18h – Encerramento

 

12/9 – Quinta-feira

9h – Adequação do ritmo do trabalho em frigoríficos; Moderado: Artur Bueno (CNTA);

- Pesquisas sobre adequação do ritmo de trabalho em frigoríficos. Diogo Cunha dos Reis. Pós-doutor em Ergonomia, Pesquisador da UFSC

- O caso concreto da adequação do ritmo do trabalho em Forquilhinha. Atuação conjunta da empresa/MPT/Sindicato.  Matheus Thiago Santin, Gerente Jurídico e de Conformidades Legais da JBS.

- NR 36: ritmo, amônia e deslocamento de cargas. Mauro Muller – Auditor Fiscal do Trabalho;

 

11h – Debates;

12h – Almoço;

13h – Atuação dos sindicatos na adequação do ritmo de trabalho (oficina de trabalho)

- MPT e os acordos de adequação ao meio ambiente de trabalho. Sandro Sardá, Procurador do Trabalho – Coordenador do Projeto de Frigoríficos

- O papel do sindicato na adequação do ritmo de trabalho em frigoríficos. Célio Elias, Diretor do Sindicato da Alimentação de Forquilhinhas