• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Regional de Chapecó realiza a primeira etapa de Santa Catarina da CONAPE 2018

Primeira etapa regional da Conferência Nacional Popular de Educação debateu sobre a implementação dos Planos Nacional, Estadual e Municipal de Educação

Publicado: 07 Novembro, 2017 - 08h40

Escrito por: Silvia Menegatti (Jornalista do SITESPM-CHR)

 

 

Na última quarta-feira (1º), aconteceu a primeira etapa regional da Conferência Nacional Popular de Educação (CONAPE), em Chapecó. Com o auditório da UFFS lotado, professores do Ensino Superior, Educação Básica, Educação Profissional e Tecnológica, estudantes do Ensino Médio e Superior, pais, mães e representantes de entidades sindicais e populares debateram sobre a implementação dos Planos Nacional, Estadual e Municipal de Educação.

A CONAPE está seno coordenada em Santa Catarina pelo Fórum Estadual  de Educação, que realizará 12 conferências regionais preparatórias para a conferência Estadual, que acontecerá no dia 10 de março de 2018, em Florianópolis, e reunirá os delegados eleitos nas Conferências Regionais. Já etapa nacional está marcada para abril de 2018, em Belo Horizonte.

Chapecó elegeu 58 delegados representantes de pais, professores, estudantes e Movimentos sociais.  A Conferência Regional de Chapecó reuniu participantes das regiões de Chapecó, São Lourenço do Oeste, Xanxerê, Palmitos e Pinhalzinho, com representantes de aproximadamente 50  municípios dessas regiões.

Coordenada pelas Entidades sindicais e populares e instituições de ensino superior e tecnológico, o evento teve o objetivo de promover o debate,  o monitoramento e a  avaliação do cumprimento das Metas e Estratégias do Plano Nacional de Educação.

As lideranças presentes na CONAPE avaliam que as medidas entreguistas do Governo Temer e da maioria dos Deputados e Senadores, combinado com o pensamento político reacionário manifestado em posições, como “a escola sem partido” , ameaçam o futuro da educação pública, laica, gratuita e universal e da democracia e do  desenvolvimento do Brasil.

Os participantes da CONAPE denunciam que as principais metas do PNE não estão sendo implementadas, como a ampliação do investimento do PIB  em educação, que deveria atingir 7% em 2019 e 10% em 2024;  a aprovação do Sistema Nacional de Educação; a universalização da pré-escola e do ensino médio; a implementação do Custo Aluno Qualidade no financiamento  e na qualidade do ensino; o concurso público e a estabilidade para 90% dos professores; a elevação da remuneração dos professores à média das outras profissões com graduação. O Governo Temer está transformando em letra morta o PNE!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

carregando