• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Nota de apoio à mobilização dos trabalhadores das UPAs de Florianópolis

A CUT-SC demonstra o seu irrestrito apoio aos trabalhadores das duas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Florianópolis que estão em mobilização permanente desde o dia 11 de dezembro lutando pela regulamentação de suas escalas de plantão.

Publicado: 18 Dezembro, 2017 - 17h15

Escrito por: Direção da CUT-SC

notice

A Direção da CUT-SC vem, através desta, explicitar o irrestrito apoio aos trabalhadores e trabalhadoras das duas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Florianópolis, no Norte e no Sul da Ilha, que estão em mobilização permanente desde o dia 11 de dezembro lutando pela regulamentação de suas escalas de plantão.

Após diversos ataques aos trabalhadores e retrocessos nas áreas essenciais durante este primeiro ano de governo do prefeito Gean Loureiro (PMDB), agora ele prepara mais um golpe para os servidores da saúde: o projeto de lei complementar 1.686/17, encaminhado à Câmara, determina que o trabalhador precisará cumprir (somados plantões e sobreavisos) jornadas de 12 horas por dia, durante 18 dias do mês.

Além disso, o prefeito de Florianópolis já iniciou o processo de terceirização da saúde pública. Pela primeira vez, empresas terceirizadas serão contratadas para fornecer médicos para atender nas UPAs durante a temporada de verão.

Ao apoiar os/as trabalhadores das UPAs, estamos ressaltando a importância desses profissionais no funcionamento da cidade e na prestação um serviço essencial à população.

Diante desse retrocesso nos direitos dos trabalhadores/as é imprescindível a solidariedade das entidades sindicais comprometidas com as lutas da classe trabalhadora para com os/as trabalhadores/as da saúde.

A força da classe trabalhadora está na consciência de seus direitos e na determinação da sua organização e mobilização.

Florianópolis, 18 de abril de 2017

Direção da CUT-SC

carregando