• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Metalúrgicos de Criciúma e região fecham com 4% de aumento geral

Os metalúrgicos ligados ao Sindimaq fecharam com 4% de aumento para quem recebe até R$ 6,254,00 – sendo 3,53% do INPC do período

Publicado: 27 Agosto, 2018 - 14h21 | Última modificação: 31 Agosto, 2018 - 09h35

Escrito por: Maristela Benedet

notice

Os metalúrgicos ligados ao Sindimaq fecharam com 4% de aumento para quem recebe até R$ 6,254,00 – sendo 3,53% do INPC do período, o abono passou de R$ 730,00 para R$ 800,00, o piso passou para R$ 1.524,04, a homologação continua no sindicato bem como a manutenção das demais cláusulas sociais. O atrasado eles recebem em setembro. A aprovação da proposta foi votada nas Assembleias de quinta-feira (23) na Pagé em Araranguá e no Sindicato em Criciúma. Foram 305 votos favoráveis e 64 contra a proposta.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Criciúma e Região, Francisco Pedro dos Santos, avaliou que diante da atual conjuntura a proposta foi boa com o INPC e mai8s ganho real e preservação dos direitos históricos. São mais de 2 mil trabalhadores atuando em metalúrgicas distribuídas em 29 municípios da Região. As maiores empresas estão localizadas em Criciúma, Araranguá e Cocal do Sul com destaque para Plasson em Criciúma, CMC em Cocal do Sul, Pagé em Araranguá e a Industrial Conventos em Criciúma.

 

carregando