• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Mais de 20 cidades de SC vão às ruas neste sábado (24) por Fora Bolsonaro

Os catarinenses irão às ruas para pedir Fora Bolsonaro, vacina para todos e todas já; contra o desemprego e a fome; auxílio emergencial de R$ 600; e contra a reforma Administrativa e as privatizações

Publicado: 22 Julho, 2021 - 10h20 | Última modificação: 23 Julho, 2021 - 10h28

Escrito por: CUT-SC

notice

O próximo sábado, 24 de julho, ficará marcado como mais um grande dia de luta pelo fim do governo Bolsonaro. Mais de 200 atos estão confirmados em cidades do Brasil e do exterior. Santa Catarina também se unirá às mobilizações pelo mundo e em mais de 20 cidades do estado os catarinenses irão às ruas para pedir Fora Bolsonaro, vacina para todos e todas já; contra o desemprego e a fome; auxílio emergencial de R$ 600 até o fim da pandemia; e contra a reforma Administrativa e as privatizações.

Desde o início deste ano, a coordenação estadual da Frente Fora Bolsonaro tem feito o esforço de organizar a luta pelo fim do governo no interior do Estado, com atos simbólicos ou ações de solidariedade. “Para darmos visibilidade para nossas pautas e trazermos ainda mais pessoas para lutarem por Fora Bolsonaro é preciso que o máximo de municípios se organizem. Uma faixa, uma ação de solidariedade, uma pequena carreata, qualquer ação é válida para dialogar com a população de todos os cantos de Santa Catarina sobre a importância de derrubar Bolsonaro”, afirma a presidenta da CUT-SC e integrante da coordenação estadual Fora Bolsonaro, Anna Julia Rodrigues.

Outra estratégia para ampliar a luta por Fora Bolsonaro no Estado é trazer mais entidades, partidos e movimentos para dentro da Frente Estadual. Nesta quarta-feira (21), a Frente Estadual fez uma reunião e chamou ainda mais partidos políticos e centrais sindicais para se unirem à coordenação. Agora, além da CUT, CTB, CSP Conlutas e Intersindical, a CSB também está na Frente. Dos partidos políticos, além do PT, PCdoB, PSOL, PSTU e PDT, também se agregam a luta por Fora Bolsonaro o PV, PSB e PCB.  

Para a presidenta da CUT-SC, cada vez mais catarinenses tem ido às ruas pelo descontentamento com este governo “Diferente do que tenta pregar Bolsonaro, as mobilizações estão mostrando que grande parte dos catarinenses não aguentam mais este governo. A população está sentindo na pele as consequências da política entreguista e genocida de Bolsonaro: os preços estão aumentando, cada vez mais brasileiros estão desempregados e a fome voltou a assombrar o país. Motivos não faltam para irmos às ruas gritarmos que queremos um projeto de país completamente diferente do de Bolsonaro”.

Confira onde já estão confirmados atos neste #24J em Santa Catarina:

Araranguá- Relógio do Sol - 10h

Brusque - Ponte Estaiada - 10h

Blumenau - Praça Dr. Blumenau - 15h

Balneário Camboriú- Praça Almirante Tamandaré - 15h

Criciúma - Rua da Arquibancada (ao lado do Parque das Nações) - 9h30

Chapecó - Em frente à Catedral - 14h

Concórdia - Esquina Dr Maruri com Calçadão - 15h

Florianópolis - Largo da Alfândega - 13h

Garopaba - Rua Álvaro E. dos Santos -  15h

Joinville - Praça da Bandeira - 9h30

Jaraguá do Sul - Praça Ângelo Piazera - 9h

Joaçaba - Praça da Prefeitura de Joaçaba - 17h

Lages - Calçadão- 10h

Laguna - Cais do Porto - 9h30

Lebon Régis – Trevo da entrada da cidade – 10h

Mafra - em frente aos Correios - 17h30

Rio do Sul - Praça da Catedral - 9h30

São Francisco do Sul - em frente à Igreja Matriz - 14h30

São Miguel do Oeste - Trevo de acesso a Maravilha - 10h

São Bento do Sul: Escadaria da Igreja Matriz - 19h

Tubarão - Praça da Igreja (Matriz das Oficinas) - 14h

Ato unificado Porto União com União da Vitória - Praça Coronel Amazonas - 15h

 

Além disso, acontecerão atos simbólicos em Abelardo Luz, São Bento do Sul e Canoinhas com horário e local de concentração a confirmar.