• TVT
  • RBA
  • Rádio CUT
MENU

Agricultores e agricultoras familiares se unem à greve geral em Santa Catarina

Agricultores e agricultoras familiares, organizados pela Fetraf-SC, irão acampar dias 12, 13 e 14 iem Chapecó, Rio do Sul e Dionísio Cerqueira contra os ataques à aposentadoria

Publicado: 12 Junho, 2019 - 09h36 | Última modificação: 12 Junho, 2019 - 09h48

Escrito por: FETRAF-SC

notice

Com tratores, panfletos e cartazes, agricultores e agricultoras familiares, organizados pela Fetraf-SC (Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar de Santa Catarina), e outras entidades sociais e sindicais participam nesta quarta (12) e quinta-feira (13) de um acampamento no trevo da BR 282 de Chapecó.

A ação tem o objetivo de mobilizar a população e pressionar parlamentares para votar contra a Reforma da Previdência, além de servir como preparação e convite para a greve geral, realizada na sexta-feira (14), às 9h, na Praça Coronel Bertaso, centro de Chapecó. 

Essa mobilização contrária à Reforma da Previdência, medida proposta pelo governo do ex-presidente Michel Temer e encaminhada como nova proposta em 2019, pelo atual presidente, Jair Bolsonaro, e que se apresenta como uma reforma estrutural nas medidas legislativas para alterar a legislação previdenciária do país é um desmonte contra todos os trabalhadores e o fim do sistema previdenciário público brasileiro. 

O acampamento também tem o intuito de alertar sobre as novas regras para produção e padrão de qualidade do leite cru refrigerado, do pasteurizado e do tipo A, determinadas pelas instruções normativas (INs) 76 e 77, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que entraram em vigor no mês de maio deste ano. Essas medidas aumentaram às exigências nas propriedades rurais, desde a produção, transporte, acondicionamento e armazenamento do produto. Fator que contribui para a estagnada do desenvolvimento da cadeia do leite, e leva à exclusão de milhares de agricultores e agricultoras familiares da produção leiteira. Os cortes na educação e os diferentes desmontes do atual governo também estão inclusas nas pautas da mobilização. 

A Fetraf-SC, além de Chapecó está participando de mais dois atos em todo o estado. Em Rio do Sul, a mobilização ocorre nos dias 12, 13 e 14 na BR 470, nas proximidades da loja Havan. Já em Dionísio Cerqueira, no extremo Oeste catarinense, irá ser realizada na quinta-feira (13) e na sexta-feira (14), no salão paroquial da Paróquia Divino Espírito Santo. 

Foto: Outubro de 2017